Partilhar

Uma Prova Para Mais Tarde Recordar!

A 101ª edição do Tour des Flandres foi um enorme espectáculo. Os ciclistas deixaram tudo nos 260 quilómetros da prova e o público fez o restante. A fuga do dia foi composta por Mark McNally (Wanty – Gobert), Oliviero Troia (UAE Emirates), Julien Duval (AG2R La Mondiale), Stef Van Zummeren e Michael Goolaerts (Veranda’s Willems Crelan), Julien Morice (Direct Energie), Edward Planckaert (Sport Vlaanderen-Baloise) e André Looij (Roompot).

Desde cedo que a Quick Step – Floors tomou conta dos acontecimentos, como era esperado. O que não era esperado era que Tom Boonen tornasse o Muur van Geraardsbergen “mortífero” de novo. O belga atacou, desfez todo o pelotão e formou um grupo de favoritos, onde nem Peter Sagan (Bora – Hansgrohe) nem Greg van Avermaet (BMC Racing Team) estavam devido à má colocação.

Tom Boonen desde cedo que mostrou ao que vinha.

Mortífero foi também o ataque de Philippe Gilbert (Quick Step – Floors) a 55 quilómetros do fim. 12 quilómetros após a fuga do dia ter sido alcançada (e uma queda aparatosa de Sep Vanmarcke), o Campeão Belga atacou e não mais viria a ser apanhado.

O Campeão Belga atacou inesperadamente e não mais foi “caçado”.

Peter Sagan e Greg van Avermaet aliaram-se para chegar à frente, alcançaram o grupo de Boonen, altura em que o mítico ciclista da Quick Step teve um problema mecânico que o retirou da discussão do pódio. A 17 quilómetros do fim, Peter Sagan tentou a sua sorte, levando consigo Avermaet e Oliver Naesen (AG2R La Mondiale). Mas, o Campeão do Mundo distraiu-se e em consequência o trio caiu. Apenas o Campeão Olímpico conseguiu recolar no grupo onde estavam inseridos.

Queda provocada pela distracção de Sagan.

Na frente, Gilbert geriu tranquilamente a vantagem num esforço épico, e venceu, enquanto Avermaet conquistou o 2º lugar a Niki Terpstra (Quick Step – Floors) que fechou o pódio.

Enorme, épica, espectacular vitória!

Num top-10 algo imprevisível, nota para a fraca prestação de John Degenkolb. Destaque ainda para o 18º lugar de Nelson Oliveira (Movistar Team). O seu colega de equipa, Nuno Bico não finalizou a prova.

Top-10 final.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here