Partilhar

A 114ª edição do Paris – Roubaix ofereceu a todos os espectadores um enorme espectáculo, ao longo dos 258km da prova.

O pelotão à partida da prova.

Nelson Oliveira (Movistar Team) caiu e desistiu cedo na corrida, após ter estado numa fuga de 25 ciclista (4 da Trek Segafredo) que depressa foi anulada. Mathew Hayman (Orica GreenEDGE) e Yaroslav Popovich (Trek Segafredo) eram parte da fuga do dia constituída posteriormente. O ucraniano fazia hoje a sua última corrida, ele que era para ter terminado carreira em 2015, senão fosse Fabian Cancellara a pedir-lhe ajuda para a prova rainha do pavé.

A fuga do dia integrou Popovych, numa clara estratégia da equipa Trek.

A 113km para o final a corrida começa a decidir-se. Um queda leva a vários cortes no pelotão, onde Tony Martin (Etixx Quick – Step) impõe o ritmo a Tom Boonen. Peter Sagan (Tinkoff) e Fabian Cancellara (Trek Segafredo) ficam no corte, ao invés de Boasson Hagen (Dimension Data), Sep Vanmarcke (LottoNL – Jumbo) e Ian Stannard (Team Sky).

Tom Boonen liderou o pelotão.

Tony Martin trabalhou até 60km para o final quando o grupo de Boonen apanhou a fuga do dia, onde já não constava Popovich que recuara ara ajudar Spartacus. O suíço e o actual Campeão do Mundo uniram-se em esforços, deitados por terra quando Fabian Cancellara cai e termina ali as suas hipóteses, bem como de Sagan que escapando à queda, fica sem a sua ajuda mais preciosa.

Queda de Fabian Cancellara.

Lá na frente, em duas curvas, dois homens da Sky vão ao chão de cada vez, num momento insólito. Com Sagan incapaz de fechar o espaço, o grupo da frente divide-se no Carrefour (a 18km para o final). Vanmarcke ataca sem efeito e nos últimos km’s o quinteto da frente (Stannard, Vanmarcke, Boonen, Hayman e Boasson Hagen) atacam e contra-atacam. Na hora do sprint, Mathew Hayman bate a concorrência e vence o Paris – Roubaix!

Pódio final da prova.

A 2ª vitória da carreira do australiano de 37 anos é nota de destaque neste top-11. Tom Boonen deu tudo na estrada e mais não lhe podia ser pedido. Imanol Erviti (Movistar Team) acaba novamente no top-10 à semelhança do Tour de Flandres. Fabian Cancellara finalizou a prova, muito ovacionado, em 40º.

Top-11 final.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here