Partilhar

O calendário World Tour de 2018 arrancou com o 20º Santos Tour Down Under que, ao contrário das edições anteriores, não foi dominada pelos australianos. As altas temperaturas foram um dos principais destaques da prova.

Não houve um grande dominador nas etapas ao sprint, mas quem se destacou foi André Greipel (Lotto Soudal). O ‘Gorila’, depois de uma temporada menos conseguida, mostrou-se em boa forma neste início de época, abrindo e fechando a corrida a vencer. Na segunda etapa foi a vez de Caleb Ewan (Mitchelton-Scott) levantar os braços pela primeira vez nesta temporada. Elia Viviani (Quick-Step Floors) surpreendeu toda a gente com a sua ponta final na 3ª etapa e alcançou a sua primeira vitória com as cores da equipa belga.

´Gorila’ a começar a temporada da melhor maneira.

A 4ª e 5ª etapas reservavam as maiores dificuldades aos ciclistas. No 4º dia de prova, começaram os ataques entre os favoritos, com Richie Porte (BMC), Rohan Dennis (BMC), Gorka Izagirre (Bahrain-Merida) e Peter Sagan (Bora-Hansgrohe) a lançarem-se para a frente da corrida, mas cerca de 30 corredores fizeram a ponte. Num final rapidíssimo, Sagan provou o seu favoritismo e foi o primeiro a ultrapassar a meta.

Quanto à tradicional Willunga Hill, o ‘Willunga King’, Richie Porte, mostrou ser o mais forte e venceu pelo quinto ano consecutivo nesta chegada. Chegou com 8 segundos de vantagem para o segundo, Daryl Impey (Mitchelton-Scott), que, surpreendentemente, passou para o primeiro lugar da geral, com o mesmo tempo de Porte.

Vitória no regresso depois da queda no Tour 2017.

O sul-africano acabou por ser o vencedor da prova, e esta vitória baseou-se nas bonificações que foi conseguindo ao longo da corrida, com os segundos lugares na segunda, quarta e quinta etapas.

No que toca aos portugueses, quem mais se destacou foi Ruben Guerreiro (Trek – Segafredo). O campeão nacional fechou o top10 na etapa rainha e fez 9º na geral. Rui Costa (UAE-Team Emirates) fechou em 35º depois de ter ficado sem rádio à entrada da parte decisiva no 5º dia, Tiago Machado (Katusha) e Nelson Oliveira (Movistar) acabaram em 58º e 59º, respectivamente, José Gonçalves (Katusha) fez 85º e Nuno Bico (Movistar), quiçá uma das principais figuras desta corrida depois do esforço heróico que fez depois da queda na etapa rainha, acabou na 67ª posição.

O português correu mais de 100km com grandes mazelas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here