Partilhar

A 52ª edição da Amstel Gold Race iniciou a temporada das Clássicas das Ardenas. O pelotão percorreu 35 subidas nestes 261 quilómetros, entre diversas paisagens bonitas às quais a Holanda nos tem habituado.

O pelotão sob fantásticas paisagens.

Lars Boom (LottoNL – Jumbo), Stijn Vandenbergh (AG2R – La Mondiale), Mads Wurtz Schmidt (Katusha – Alpecin), Tim Ariesen (Roompot), Nikita Stalnov (Astana), Michal Paluta (CCC), Brendan Canty (Cannondale – Drapac), Johann van Zyl (Dimension Data), Kenneth Van Rooy (Sport Vlaanderen – Baloise), Pieter van Speybrouck (Wanty – Groupe Gobert), Vincenzo Albanese (Bardiani  -CSF) e Fabien Grellier (Direct Energie) constituíram a fuga do dia.

A fuga do dia.

Grellier foi o último membro a ser alcançado e quando tal se sucedeu, Tiesj Benoot (Lotto – Soudal) impôs um ritmo forte no pelotão ao qual Sergio Henao (Team Sky) procedeu um ataque. Philippe Gilbert (Quick Step – Floors), Michal Albasini (Orica – Scott), Nathan Haas (Dimension Data) e Michal Kwiatkowski (Team Sky) acompanharam o ataque do Campeão Colombiano. Ion Izaguirre (Bahrain – Merida) e José Joaquín Rojas (Movistar Team) fizeram a ponte para a fuga de seguida.

A nova fuga formada.

Os 8 homens entenderam-se e a fuga vingou. Michal atacou e Gilbert acompanhou-o. O duo não foi alcançado até ao fim. Na disputa entre ex-campeões do mundo, o Campeão Belga levou a melhor. Albasini fechou o pódio.

Gilbert vence pela 4ª vez a clássica holandesa.

Rui Costa chegou em 38º num 2º grupo, onde estava inserido, entre outros, Alejandro Valverde. Quanto ao duo português ds Trek, André Cardoso chegou em 93º e Ruben Guerreiro em 75º.

Top-20 final.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here