Partilhar

Muitos consideram-na como a primeira grande clássica da temporada. Disputando-se durante o mês de Fevereiro a Omloop Het-Nieuwsblad, marca o primeiro confronto entre os ilustres homens de clássicas do pelotão.

Nomes como Niki Tepstra (Quick Steep – Floors), Sep Vanmarcke (LottoNL – Jumbo), Peter Sagan (Bora – Hansgrohe), Greg van Avermaet (BMC) ou Tony Martin (Katusha) eram considerados como figuras de vulto para a disputa da clássica belga.

Tony Martin tentou, mas não conseguiu chegar na frente.

Nesta 72ª edição, a prova ficou marcada por enorme emoção ao longo do seu percurso com vários ciclistas a assumirem atraques durante os muitos muros que a competição

apresentou. Exemplos disso foram o Taaeinberg, com o ataque de Jasper Stuyven (Trek – Segrafedo) prontamente respondido por Avermaet , Sagan, Vanmarcke e Ian Stannard (Sky); e o Wolvenberg, com Sagan a assumir o ataque e a seleccionar ainda mais um grupo que por si já era restrito.

Foi a 35km da meta no Molenberg (última subida do dia) que a corrida viveu o seu momento chave. Peter Sagan, Greg Van Avermaet e Sep Vanmarcke forçaram o ritmo na frente e formaram um trio poderosíssimo que continuou uma colaboração constante até ao final da prova.

Mais um episódio da rivalidade Avermaet-Sagan.

No últimos 10 km tornou-se evidente que seria um destes 3 homens o vencedor final. O sprint foi a 2 como era previsível, van Avermaet, envergando o seu título de Campeão Olímpico bateu o Campeão do Mundo Peter Sagan e sagrou-se o vencedor da 1ª grande clássica da temporada. Vanmarcke completou o pódio final.

Eis o top-15:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here