Partilhar

Como já é normal, o pelotão internacional dividiu-se entre as duas provas World Tour desta altura do ano (Paris-Nice e Tirreno Adriatico), e no Paris-Nice, tivemos um pelotão com muita qualidade e que deu espetáculo durante as oito etapas.

Há que destacar os homens da casa. Os franceses conquistaram quatro das oito tiradas da prova, o que pode ser um bom prenúncio para o Tour deste ano. Começaram logo na primeira etapa, com Arnaud Démare (FDJ) a aguentar-se num final difícil e a sprintar para a vitória e para a amarela.

Vencedor foi decidido através do photo-finish.

A Direct Energie surpreendeu tudo e todos com duas vitórias, primeiro Jonathan Hivert, à terceira etapa, e depois com Jêróme Cousin, dois dias depois. Duas conquistas muito importantes para a equipa continental francesa. No dia seguinte, ao sexto dia, foi a vez da FDJ bisar, com um ataque fulminante de Rudy Molard a garantir-lhe a glória.

Os holandeses também marcaram esta edição com Dylan Groenewegen (LottoNL-Jumbo)  a continuar o seu grande momento de forma e bateu toda a gente ao sprint na segunda etapa, festejando pela quinta vez nesta temporada. no que toca a Wout Poels (Sky), venceu a etapa do contra-relógio, mostrava-se em grande forma, mas sofreu uma aparatosa queda e foi forçado a abandonar à sexta etapa.

Esta queda tirou todas as hipóteses a Wout Poels.

A geral foi-se discutindo ao longo de toda a prova, com as bonificações a terem um papel importante, mas foi nas duas últimas tiradas que tudo se resolveu. Simon Yates (Michelton) ganhou a etapa rainha e assumiu a liderança, mas na última etapa (que foi tirada a papel químico da do ano passado), David de la Cruz (Sky) voltou a ganhar e Marc Soler (Movistar) fez de Contador, mas conseguiu o tempo suficiente e saiu vencedor da geral.

Espanhol fez terceiro, mas chegou para levar a amarela.

O único português a concluir a prova foi Tiago Machado (Katusha) na 51ª posição. Entrou numa fuga que esteve perto do sucesso. Rui Costa (UAE Team Emirates) esteve à partida da prova mas uma queda ao 1º dia retirou-o de prova.

Eis os 10 mais da edição de 2018 da Corrida do Sol:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here