Partilhar

A 77ª edição do Tour d’Eurométropole, também conhecido como o Circuito Franco-Belga, começou com a formação da fuga do dia que conteve nomes como Jenthe Biermans (Katusha Alpecin), Marijn Budding (Roompot Nederlandse Loterij), Paul Ourselin (Direct Energie), Alan Riou (Fortuneo Oscaro), num total de oito homens.

O grupo da frente conseguiu uma vantagem máxima de 6 minutos, pois as equipas com sprinters para discutir a vitória, como a Quick – Step, a LottoNL Jumbo e a Lotto – Soudal, não deram mais margem aos fugitivos. Com estas equipas a impor um ritmo forte, e com vários ataques no pelotão, o grupo da frente foi apanhado a cerca de 25km da meta. Os ataques continuaram a surgir e um desses vingou e fraccionou o pelotão, com um grupo de 20 homens a destacar-se com apenas 5km para percorrer. Não querendo esperar pelo sprint, Anthony Turgis (Cofidis) destacou-se do grupo que se havia formado a 5km do fim, surpreendeu toda a gente, e conseguiu abrir um espaço que parecia dar para a vitória.

Quando o sprint foi lançado, Daniel McLay (Fortuneo Oscaro) mostrou-se fortíssimo e estragou a festa ao francês que já estava com os braços. Turgis passou da alegria da vitória à desilusão do 3º lugar. Kenny Dehaes (Wanty) também ultrapassou o homem da Cofidis em cima da meta e finalizou no 2º lugar.

Turgis festejou cedo demais.
Partilhar
Artigo anterior22º Gran Premio Bruno Beghelli
Próximo artigo97ª Tre Valli Varesine
Aprendeu a ver, comentar e redigir ciclismo junto do seu amigo Paulo Martins. Sempre à procura de mais e melhor, Diogo Santos é o director do Ciclismo 24 por 24 desde Fevereiro de 2015. Para ele, não existem inimigos nem rivais na modalidade, pois o ciclismo permite diversas perspectivas e oferta. Diogo Santos é uma das vozes mais activas contra o "Acordo" Ortográfico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here