Partilhar

2 dias após o GP de Quebec, foi para a estrada o 7º GP de Montreal, com um alinhamento similar à clássica canadense anterior.

Fabien Greiller (Direct Energie), Matteo Dal-Cin, Benjamin Perry (Selecção do Canadá), and Lukas Postlberger (Bora – Argon 18), Sean De Bie (Lotto Soudal) e Jasha Sutterlin (Movistar Team) constituíram a fuga do dia.

Fuga do dia.

O último elemento da fuga foi apanhado a sensivelmente 24 quilómetros da meta. A partir daqui o pelotão foi alvo de ataques constantes pelos ciclistas que o formavam, factor que agregado às dificuldades montanhosas foram seleccionando e fraccionando o pelotão.

Rui Costa (Lampre – Merida) lançou um ataque fortíssimo a 7 quilómetros do fim e foi “apanhado” sob o risco de meta, a 500 metros do fim. Alberto Bettiol (Cannondale – Drapac PCT)  lançou então o sprint, seguido por Peter Sagan (Tinkoff).

Grupo perseguidor a Rui Costa.

Ambos acabaram batidos por Greg van Avermaet (BMC Racing Team) que foi o mais forte no final. O Campeão Olímpico bateu o Campeão do Mundo (para quem havia perdido em Quebec) e Diego Ulissi (Lampre – Merida), respectivamente.

Quanto aos portugueses, Nelson Oliveira (Movistar Team) fechou em 40º, Rui Costa em 49º e André Cardoso (Cannodale – Drapac PCT) em 92º.

Felicidade enorme por parte do belga da BMC.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here