Partilhar

Plumelec, França, foi o local de mais um dia de Campeonatos Europeus. Pela frente um circuito selectivo, num total de 256km de esforço.

As selecções que à partida sabiam que não tinham hipóteses de discutir a prova na última volta ao circuito, cedo apareceram. Foram estas parte do fraccionamento do pelotão, especialmente nos últimos 30 quilómetros. Moreno Moser (Itália) mostrou-se, seguiu isolado e foi apanhado nos últimos metros da prova.

A tentativa de Moser quase vingou.

Daniel Moreno (Espanha) lançou o sprint, seguido de perto por Rui Costa (Portugal). No entanto, Peter Sagan (Eslováquia) lançou-se e ninguém o conseguiu bater. Julian Alaphilippe (França) fechou 2º e Moreno em 3º. Sagan acumula assim o título europeu ao título mundial.

Pódio final na elite masculina.

Rui Costa obteve o 6º lugar, enquanto Sérgio Paulinho finalizou a prova em 33º, André Cardoso em 62º, José Gonçalves em 68. José Mendes foi o único português a desistir.

Top-10 final.

Em sub-23 o título sorriu a Alexandr Riabushenko (Bielorrússia), com Nuno Bico a fechar na 29ª posição, André Carvalho em 40º, Luís Gomes em 46º e Ivo Oliveira em 60º. No escalão júnior, as duas primeiras medalhas ficaram em casa, para Nicolas Malle e Emilien Jeanniere, respectivamente. Daniel Viegas concluiu a prova em 34º, Pedro Teixeira em 82º, João Almeida em 83º e Pedro Lopes em 106º.

Nicolas Malle nem queria acreditar que era campeão europeu!

Na vertente feminina, Anna van der Breggen (Holanda) voltou ao lugar cimeiro do pódio, após obter o ouro no Rio de Janeiro. Katarzyna Niewiadoma (Polónia) e Elisa Longo Borghini (Itália) foram as companheiras de pódio da holandesa, respectivamente. Em júniores, Liane Lippert (Alemanha) venceu, com Soraia Silva a finalizar o Europeu em 64º lugar.

Breggen bate as rivais poloca e italiana, respectivamente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here