Partilhar

O ciclismo é feito também pelos espectadores à beira da estrada. Para Ana Lopes, estes são um incentivo extra, apesar da tamanha concentração na prova. À beira da estrada muitos espectadores dão garrafas aos ciclistas que, quando temos muita sede, bebem. Mas, geralmente, tentam evitar porque existe sempre alguém mal-intencionado. O pequeno Lucien é tão conhecido que, quando os ciclistas o vêem, apanham imediatamente a garrafa.

Lucien Blyau, belga que viveu 91 anos de amor à bicicleta. Completou em 2015 a sua 41-ª Volta à França. Foi praticante na sua juventude. Passou a profissional mas teve um acidente, no joelho, e foi o fim da sua carreira.

Disse o próprio: “Se não o pude fazer (o Tour) de bicicleta… faço-o de carro! Venho aqui ao Tour, principalmente, para dar de beber aos corredores. É o meu grande laser. Muitas pessoas conhecem-me. Vêm falar comigo. Dizem-me bom-dia. Os ciclistas também me reconhecem. E também me cumprimentam. Cadel Evans deu-me a sua camisola de Campeão do Mundo. Ele guardou-a quase um ano para oferece-la pessoalmente. Não sei dizer a quem é que dou as bebidas porque não olho para a cara, para não falhar a entrega olho para a mão. Com a minha idade… isto vai indo menos mal. Sinto-me bem assim. Isto é importante na vida. É uma doença incurável… Vou tentar aguentar talvez mais uns quantos anos… Não vou abandonar já… O amor pela corrida é muito forte!”

Lucien e Cadel Evans.

É engraçado vê-lo a dar as bebidas e os ciclistas que até se “atropelam” para recebê-la. Quando esta cai, Lucien dá “um sprint” para entregar ao respectivo ciclista.

Lucien a distribuir bebidas.

Em Portugal, temos Olivier Bonamici que fala francês, a par do Monsier Lucien, e vive com paixão a modalidade. Com uma carreira de ciclista que começou e acabou a 20 de Março no Road Fondo – Paulo Martins,  prevê-se que este, continuando em último no Jogo das Apostas, será o sucessor de Lucien nas estradas francesas.

Olivier Bonamici… o próximo espectador-gregário do Tour!

Monsieur Lucien contraiu em 2016 um cancro que infelizmente o impediu de fazer a 42ª aparição no Tour. Faleceu em Agsoto de 2016. Obrigado pela demonstração de paixão à modalidade, Lucien!

Lucien na última aparição pública, a lado de Spartacus – Abril de 2016 –

 

Agradecimentos:

Ana Lopes; José Manuel Costa e João Melo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here