Partilhar

A Alemanha já viveu dias mais felizes quanto à relevância no pelotão e calendário internacional. No entanto, a Cyclassics Hamburg mantém o território alemão no radar do calendário World Tour.

No início da prova deu-se a tradicional fuga formada por dois elementos, Kamil Malecki (CCC Sprandi) e Nikolay Trusov (Gazprom) que chegarama ter mais de 5 minutos de avanço para o pelotão comandado pelas formações dos principais sprinters.

Fuga do dia.

À falta de 50 km para o final da corrida, o duo fugitivo foi alcançado. Tal abriu portas para um trio, comandado por Silvan Dillier a tentar destacar-se do pelotão. Outras tentativas seguiram-se durante todo o circuito final que contava com a única dificuldade séria do dia (Waserberg, com a extensão de 700 metros), no entanto, à entrada dos 5 km finais o grupo, então chamado de pelotão estava compacto e havia espaço para as tradicionais disputas dos comboios.

O campeão suíço tentou surpreender o restante pelotão.

Num sprint relativamente equilibrado o ciclista italiano da equipa Sky, Elia Viviani venceu a corrida perante Arnaud Démare (FDJ) e Dylan Groenewegen (Team LottoNL – Jumbo) que fecharam o pódio final.

Sprint final com vitória de Elia Viviani.

Destaque também para os alemães que na única corrida World Tour no seu país, o melhor que conseguiram obter foi um 5º lugar por parte de André Greipel (Lotto Soudal), o que de certa forma pode ser considerado como uma relativa desilusão. Nuno Bico (Movistar Team) foi o único representante luso em prova, finalizando em 143º.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here