Partilhar

Criada no ano de 1945, a Dwars Dor Vlandeeren (Através da Flandres) é uma das várias provas que serve de preparação para a grande corrida flamenca, o Tour de Flandres. Nesta 72ª edição, verificámos uma corrida agressiva. Como habitualmente, a fuga do dia foi criada bem cedo, no entanto debaixo do olhar controlador da Quick Steep – Floors. Kenneth Van Bilsen (Cofidis Solutions Credits), Ivan Savitsky (Gazprom – Rusvelo), Lawrence Naesen (WB Veranclassic Aqua Protect), Benjamin Perry (Israel Cycling Academy), Michael Goolaerts (Veranda’s Willems Crelan) e Jon Ander Insausti (Bahrain-Merida) formaram a fuga do dia.

Fuga do dia.

As hostilidades foram iniciadas pelo campeão belga Philippe Gilbert (Quick Steep – Floors), que com uma aceleração poderosa quebrou com a vantagem da fuga e simultaneamente destruiu o pelotão. O seu ataque foi seguido por vários candidatos à vitória final como Dylan Teuns (BMC), Luke Durbrige (Orica – Scott), Dylan Groenewegen (Lotto – Jumbo), Matti Breschel (Astana) ou Yves Lampaert (Quick Steep – Floors).

O campeão belga foi o primeiro a mexer com a corrida.

À chegada aos muros míticos de Oude Kwaremont e Paterberg, a Quick-Steep iniciou o seu ataque demolidor, com Yves Lampaert a manter um ritmo alto e bastante complicado para os adversários e Phillipe Gilbert a arrancar nas duríssimas rampas do Paterberg. Apenas Lampaert, Durbrige e Alexey Lutsenko (Astana) foram capazes de aguentar o arranque do campeão belga.

O quarteto, beneficiando da pouca colaboração dos seus mais directos perseguidores, muito motivado por um trabalho de sombra de Zdenek Stybar e Niki Tepstra (ambos Quick Step – Floors), conseguiu alcançar uma vantagem de cerca de 1 minuto que lhes permitiria disputar a vitória entre si. A táctica da Quick Steep foi perfeita já que tinha 2 homens no quarteto, e utilizando essa vantagem com ataques à vez tanto de Lampaert como de Gilbert, a equipa belga conseguiu o sucesso na corrida.

Yves Lampaert já dentro dos quilómetros finais, atacou e abriu uma distância considerável para os seus companheiros de fuga, que lhe permitiu ganhar com 39 segundos de vantagem para o seu companheiro Philippe Gilbert. Alexey Lutsenko finalizou na 3ª posição compondo o pódio de mais uma edição da Dwars Door Vlaanderen.

Vitória para Lampaert.

Nuno Bico (Movistar) foi o único português em prova e fechou na 108ª posição.

Top-10 final.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here