Texto original de Daniel Costa.

Miguel Indurain nasceu a 16 de Julho de 1964 em Navarra, Espanha. Aos 14 anos, participou na sua 1ª prova, terminando em 2º lugar e, uma semana depois, participou numa outra de onde saiu vencedor.

Em 1976, começou a correr regularmente e arrecadou várias vitórias, incluído o Campeonato de Navarra. Durante os seus anos de cadete fez a maior parte das provas do calendário da zona de Navarra e do País Basco. Em 1981, subiu à categoria juvenil onde conseguiu cinco vitórias no primeiro ano. Até 1984 continuou a sua onda de vitórias onde conseguiu o Campeonato de Navarra novamente e o Campeonato Nacional de fundo de Espanha.

Pedro Delgado e Miguel Indurain.

Em meados de 1984 assinou o seu primeiro contrato profissional com a Reynolds (actual Movistar), equipa onde conseguiu a 1ª vitória profissional na 10ª etapa do Tour Del Povenir, prova que não acabou por finalizar. Em 1985, poucos meses depois de se tornar profissional, ficou em 2º no prólogo da Vuelta a España e liderou a prova durante quatro dias. Participou ainda pela primeira vez no Tour de France onde não chegou a terminar. Até 1988 foi gregário de luxo de Pedro Delgado, de modo a este ganhar o Tour, mas só em 1988 conseguiu tal proeza. No ano seguinte, Miguel Indurain venceu a Volta Ciclista a Catalunya.

Miguel Indurain em 1989.

Em 1989 ganhou a Paris-Nice e venceu a sua 1ª etapa no Tour. No ano de 1990 conquistou novamente a Paris-Nice (somando uma vitória de etapa) e triunfou ainda na Clásica San Sebastián. 1991 foi um ano de viragem na sua vida pois venceu o Tour de France (somando também duas etapas) e ainda a Volta Ciclista a Catalunya.

Indurain bate Greg Le Mond e vence o Tour’91.

No ano seguinte mostrou que a vitória no Tour do ano anterior não fora mero acaso, e venceu o Giro d’Italia, o Tour, o Campeonato Nacional de fundo de Espanha (pela 1ª vez como sénior), a Volta Ciclista a Catalunya e no final do ano do ano venceu, como cereja no topo do bolo, o Ranking UCI. Em 1993 venceu outra vez o Giro, o Tour de France e o Ranking UCI. No ano de 1994 Miguel Indurain tinha como objectivo bater o Recorde da Hora e conseguiu fazê-lo no mês de Setembro. A época foi bastante positiva, dado que venceu o Tour pela 4ª vez consecutiva. No entanto, o Giro escapou-lhe nessa época, não indo além da medalha de bronze na prova italiana.

O ciclista espanhol na sua tentativa de bater o Recorde da Hora.

Na temporada seguinte venceu o Tour de France pela 5ª vez consecutiva, triunfando ainda no Critérium du Dauphiné Libéré e no Campeonato do Mundo de Contra-Relógio. Em 1996 os melhores resultados foram a renovação do título no Critérium du Dauphiné Libéré e a conquista do Campeonato Olímpico de Contra-Relógio, em Atlanta.

No início de 1997, Miguel Indurain anunciou o fim de uma grande carreira, aos 33 anos. Para trás deixou uma carreira de luxo e um marco enorme na história de ciclismo, sendo considerado por muitos o melhor e mais completo ciclista de todos os tempos. Ao total, foram 91 vitórias, distribuídas por 26 classificações gerais finais – das quais sete foram em Grandes Voltas, 28 contra-relógios, cinco clássicas e 31 etapas.

Fazendo jus a tal lugar na história, Miguel Indurain tem uma prova com o seu nome, no seu país natal, corrida entre o fim de Março e o início de Abril. Os recordista de vitórias são Ángel Vicioso e Alejandro Valverde com três triunfos cada, sendo Valverde o vencedor mais velho da prova (40 anos e 343 dias).

Indurain na sua especialidade, o contra-relógio, rumo à vitória da Maglia Rosa em 1992.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here