Partilhar

A 75ª edição do Paris – Nice realizou-se apenas com um português em prova. José Mendes (Bora – Hansgrohe) defendeu as cores portuguesas num pelotão cheio de estrelas mundiais, nomeadamente sprinters.

A Corrida do Sol teve chuva e vento à primeira jornada. Diversos cortes foram feitos no pelotão, inclusivamente entre favoritos. No final, chegou um “mini-pelotão” de 10 ciclistas e Arnaud Démare (FDJ) tornou-se o 1º líder da prova.

Démare bateu Alaphilippe num sprint reduzido devido aos cortes no pelotão.

O francês manteve a liderança até à etapa 4, dia do contra-relógio individual. Outro francês assumiu a liderança, neste caso Julian Alaphilippe (Quick Step – Floors) que foi o mais forte no esforço individual.

O francês apoiado pelo seu povo.

André Greipel levantou os braços ao 5º dia, em novo dia para os sprinters. Chegada em alto ditou selecção e confronto entre favoritos. Simon Yates (Orica – Scott) surpreendeu tudo e todos ao vencer isolado a 6ª jornada. Alaphilippe mantivera-se na liderança com praticamente as mesmas diferenças para os demais. Após dia brilhante do inglês da Orica, veio um dia desastroso. Perdeu mais de 4 minutos para os seus rivais em nova ascensão, desta vez ganha por Richie Porte (BMC Racing Team). Julian Alaphilippe foi mais um a ter um dia ara esquecer e cedeu a liderança a Sergio Henao (Team Sky).

Henao rumo à liderança da prova.

8ª e última jornada. Alberto Contador (Trek – Segafredo) e 2º à partida, atacou a liderança do colombiano da Sky a mais de 50 km’s do final. 31 segundos separavam ambos, no final foram apenas dois. Pistolero fez 2º na jornada e manteve o seu posto na geral. A vitória do dia ficou a cargo de David de la Cruz (Quick Step – Floors).

Contador batido pelo compatriota David de la Cruz.

José Mendes finalizou a prova em 133º. Daniel Martin completa o pódio da prova.

Top-10 final da prova.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here